Saúde

Evento científico em João Pessoa discute novas estratégias de rastreamento para câncer de colo uterino 

No dia 8, será aberta a Sexta Lilás, às 16h, campanha de prevenção contra o câncer de colo uterino no pátio do Liv Mall, seguindo até o dia 22. 

Prevenção do câncer de colo uterino, campanha, João Pessoa

A partir de 15 de março, acontecem duas palestras gratuitas no auditório do Liv Mall: ‘Adolescer e sexualidade: isso dá match!’ e ‘Sedução e Sexo pós Câncer’.

‘As novas estratégias de rastreamento para câncer de colo uterino no Brasil’ será o tema de um evento científico que acontece nesta sexta-feira (1), em João Pessoa, durante a posse da diretoria da Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia na Paraíba (ABPTGIC-PB). A apresentação do método será feita para médicos convidados pela médica Wanuzia Miranda, que assume a presidência da entidade, e abre o mês de prevenção contra o câncer de colo uterino – o Março Lilás. no BA’RA Hotel João Pessoa.

Wanuzia Keyla Miranda assume a ABPTGIC com o objetivo de criar ações sociais que levem informação à população e inicia esta proposta com a exposição fotográfica ‘Resistência’, que vai de 8 a 10 de março, no pátio do Liv Mall, e é composta de mulheres que já tiveram câncer de colo uterino e venceram os entraves da autoimagem, da intimidade após o câncer e da maternidade, mostrando que o câncer de colo uterino é curável em seus estágios precoces.

No mesmo dia, será aberta a Sexta Lilás, às 16h, campanha de prevenção contra o câncer de colo uterino no pátio do Liv Mall, seguindo até o dia 22. 

A partir de 15 de março, acontecem duas palestras gratuitas no auditório do Liv Mall. A primeira começa às 16h30, ‘Adolescer e sexualidade: isso dá match!’ – voltada para adolescentes objetivando orientação sobre sexo precoce, ISTs, controle da natalidade e gravidez na adolescência. A segunda palestra começa às 18h com o tema ‘Sedução e Sexo pós Câncer’, voltada para mulheres portadoras, em tratamento ou sobreviventes do câncer.

A Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia (ABPTGIC) foi fundada em 17 de maio de 1958, no Rio de Janeiro e tem o título de primeira Sociedade de Colposcopia do Mundo, sendo o Brasil o primeiro país a adotar a especialidade. 

A paraibana Wanuzia Keyla Miranda é médica graduada em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba, com aperfeiçoamento em Ginecologia Oncológica pela Universidad Complutense de Madrid. 

No seu histórico, possui especialização em Anatomia Patológica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia, Mestre em Patologia pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutora em Medicina Tropical pela Universidade Federal de Pernambuco. 

Wanuzia Miranda também é membro da Diretoria da Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia. Além de Membro da Academia Internacional de Citopatologia, Professora e preceptora da Residência Médica de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas. O evento é realizado pela ABPTGIC-PB junto com a Associação dos Ginecologistas e Obstetras da Paraíba (Sogopa).

Com assessoria.

COMPARTILHE

Bombando em Saúde

1

Saúde

Mulher que chegou a pesar 36 quilos reverte bariátrica

2

Saúde

Agevisa restringe venda livre de álcool a 70% na Paraíba a partir de 30 de abril

3

Saúde

Paraíba tem mutirão de vacinação contra influenza e dengue neste sábado; saiba onde se vacinar

4

Saúde

Litoral da Paraíba tem 31 trechos de praias impróprios para banho neste fim de semana; veja quais

5

Saúde

Paraíba abre seleção para bolsistas no curso ‘Saúde, cuidado e respeito às diferenças’