Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Imunização

João Pessoa registra casos de pessoas com dor de cabeça e febre como reação à vacina contra Covid-19

Chefe de imunização informou ao ClickPB que essas reações leves são comuns com a maioria das vacinas aplicadas na população, mesmo as que já existiam contra outras doenças.

Fernando Virgolino disse que, até o momento, não houve registro na Capital de reações graves às vacinas CoronaVac e de Oxford, aplicadas na Paraíba em 42.658 pessoas, segundo contagem registrada até o dia 2 de fevereiro. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

Por

João Pessoa registrou casos de pessoas que tiveram diferentes reações após serem vacinadas contra a Covid-19. Algumas tiveram dor de cabeça,  outras sentiram dor muscular e algumas tiveram febre. A informação foi repassada ao ClickPB, nessa quarta-feira (3), pelo chefe de imunização Fernando Virgolino.

Ele informou ao ClickPB que essas reações leves são comuns com a maioria das vacinas aplicadas na população, mesmo as que já existiam contra outras doenças.

Ainda de acordo com o chefe de imunização da Capital, o setor acompanha os casos de reações à vacina e os casos de acometidos pela Covid-19 mesmo após a vacinação contra o coronavírus, como demonstra ser o caso do médico Fernando Ramalho, diretor-geral do Hospital Santa Isabel, que está internado após testar positivo para o coronavírus, mesmo tendo sido vacinado em janeiro contra a Covid-19.


Saiba mais


Em casos leves, a Secretaria de Saúde do Município faz o acompanhamento do quadro de saúde da pessoa vacinada. Já nos casos graves, a SMS informa à Secretaria de Estado da Saúde, a qual vai notificar ao Ministério da Saúde a reação grave e são feitos exames específicos para diagnosticar os problemas.

Fernando Virgolino disse que, até o momento, não houve registro na Capital de reações graves às vacinas CoronaVac e de Oxford, aplicadas na Paraíba em 42.658 pessoas, segundo contagem registrada até o dia 2 de fevereiro.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Paraíba confirma 30 mortes e 2.575 novos casos de Covid-19 nesta segunda-feira

Novavax completa estudo nos EUA e México e confirma eficácia de 90,4% da vacina contra Covid

Criança atingida por bala perdida no Centro de João Pessoa segue internada no Hospital de Trauma

Monteiro inicia vacinação contra Covid-19 para pessoas a partir de 59 anos sem comorbidades