Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Verificação do processo

MPF, MPT e MPPB fiscalizam postos de vacinação da Grande João Pessoa, Campina Grande e Monteiro nesta quinta-feira

De acordo com os órgãos, o objetivo principal é verificar a organização do processo, a data de validade dos imunizantes, busca ativa e ouvir a população.

Mutirão de vacinação em João Pessoa. (Foto: Dayse Euzébio/Secom-JP)

Por

Representantes do Ministério Público Ferderal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério Público da Paraíba (MPPB) realizam nesta quinta-feira (23) uma fiscalização em postos de vacinação localizados na Grande João Pessoa, além de Campina Grande e Monteiro.

De acordo com os órgãos, o objetivo principal é verificar a organização do processo, a data de validade dos imunizantes, bem como ouvir os cidadãos acerca de eventuais dificuldades e se está havendo busca ativa.

"Vamos conversar com a população que está sendo vacinada para tentar compreender se houve dificuldade de vacinação, se o horário disponibilizado está compatível com sua jornada de trabalho ou com seus afazeres do dia a dia e se os pontos de vacinação são de fácil acesso", disse a procuradora Janaína Andrade.

O primeiro ponto visitado na capital foi a escola Seráphico da Nóbrega, em Tambaú. Pela tarde, os órgãos vão dar mais informações da ação quando o processo de fiscalização for concluído.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Brasil registra 461 mortes por Covid em 24 h e mais de 16 mil casos

Paraíba registra 5 mortes, 168 novos casos e 23% de ocupação de leitos Covid-19

Vacina da Pfizer funciona melhor com intervalo de 8 semanas do que de 21 dias, indicam estudos

Brasil registra 401 mortes por Covid em 24 h e média de óbitos fica estável