Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Pandemia

Taxa de transmissão da Covid volta a subir no Brasil, aponta Imperial College

Taxa começou a ser medida em abril de 2020. Índice ficou em 1,06 nesta semana, maior do que o 0,99 visto na semana passada.

O dado foi atualizado na segunda-feira (22). Na semana passada, o índice havia ficado em 0,99. (Foto: Reprodução)

Por

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil subiu nesta semana e está em 1,06, segundo o Imperial College de Londres. O dado foi atualizado na segunda-feira (22). Na semana passada, o índice havia ficado em 0,99.

Na prática, isso quer dizer que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 106. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (de até 1,12) ou menor (de 0,78). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 112 ou 78, respectivamente.

Simbolizado por Rt, o "ritmo de contágio" é um número que traduz o potencial de propagação de uma doença: quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e a doença avança. Quando é menor, ela recua.

Em outubro, o índice havia alcançado seu menor patamar desde abril de 2020, quando o Imperial começou a medição.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Paraíba receberá do Ministério da Saúde 142 mil testes para Covid-19

Secretaria de Saúde da Paraíba assumirá vacinação contra Covid-19 em Lucena na próxima semana e vai 'retreinar' profissionais do município

João Pessoa vacina contra Covid-19 em ginásios, policlínicas, USF e drives nesta quinta-feira

Paraíba registra 5 mortes, 1.092 novos casos e 23% de ocupação de leitos Covid-19