Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Tecnologia

Editoria sobre Tecnologia ir para editoria →

Internet

Paquistão proíbe o TikTok por conteúdo 'imoral'

Governo paquistanês disse estar disposto a rever bloqueio se o aplicativo criar mecanismos para moderar posts considerados impróprios.

ByteDande é a dona chinesa do TikTok — (Foto: Dado Ruvic/Reuters)

Por

O Paquistão bloqueou nesta sexta-feira (9) o aplicativo chinês TikTok por não filtrar conteúdo “imoral e indecente”, de acordo com a autoridade de telecomunicações do país.

"Em vista do número de reclamações de diferentes segmentos da sociedade contra conteúdo imoral e indecente no aplicativo de compartilhamento de vídeo TikTok, a Autoridade de Telecomunicações do Paquistão (PTA, na sigla em inglês) emitiu instruções para bloquear o aplicativo", disse o governo paquistanês, em nota.

Procurado pela agência de notícias Reuters, o TikTok não comentou o assunto.

A autoridade de telecomunicações do Paquistão disse que a empresa responsável pelo app foi informada de que o país poderá rever sua decisão se o TikTok apresentar um mecanismo que faça a moderação de conteúdos “ilegais”.

O Paquistão figura entre os países nos quais o TikTok mais remove conteúdo que considera violar suas regras.

De acordo com o último relatório de transparência do app, foram retirados 6,4 milhões de vídeos publicados no país, atrás somente da Índia (37,6 milhões) e dos EUA (9,8 milhões).

Assim como outras plataformas, o aplicativo utiliza sistemas automatizados para a remoção de conteúdos.

Vídeos com nudez adulta e atividades sexuais foram o principal alvo de derrubada, com 30,9% das ocorrências. Em seguida apareceram conteúdos que poderiam violar a segurança de menores (22,3%), atividades ilegais e mercadorias reguladas (19,6%), suicídio, automutilação e atos perigosos (13,4%) e conteúdo violento (8,7%).

O TikTok também foi proibido na Índia, mas por outros motivos: o governo indiano alegou preocupações com segurança digital e soberania.

Os EUA ameaçam banir o aplicativo chinês, a não ser que ele seja vendido para empresas americanas. O governo de Trump diz que o TikTok pode repassar dados dos cidadãos americanos para a China, algo que o app nega.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

YouTube amplia suspensão de Trump por tempo indeterminado

Primeiro implante de córnea artificial restaura visão de homem de 78 anos

Justiça dos EUA rejeita pedido da Parler para que Amazon restaurasse a hospedagem da rede social

Apple avalia iPhone com tela dobrável