Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Tecnologia

Editoria sobre Tecnologia ir para editoria →

Ciência

Pesquisadores da UFPB sintetizam composto anticancerígeno

o composto sintetizado pelos pesquisadores apresentou citotoxicidade para as linhagens tumorais humanas de câncer de cólon, câncer de mama, leucemia linfoblástica e leucemia promielocítica.

O agente anticancerígeno atua por meio da indução da parada do ciclo celular com concomitante morte celular. (Foto: Reprodução)

Por

Na busca por novos tratamentos contra o câncer, pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em parceria com pesquisadores de outras universidades desenvolveram um composto anticancerígeno e antileucêmico sintético derivado da podofilotoxina, destinado ao uso terapêutico para o tratamento de malignidades hematológicas, a partir do processo molecular. 

A invenção está no campo da química medicinal de compostos bioativos e se baseia no processo de produção do chamado composto A398, um análogo inédito da podofilotoxina, que é uma molécula natural extraída de uma planta, mas que se mostrou ser muito tóxica. Já o composto sintetizado pelos pesquisadores apresentou citotoxicidade para as linhagens tumorais humanas de câncer de cólon, câncer de mama, leucemia linfoblástica e leucemia promielocítica, mas, por outro lado, mostrou-se menos ativo frente as células não cancerígenas. O agente anticancerígeno atua por meio da indução da parada do ciclo celular com concomitante morte celular. 

Os pesquisadores responsáveis pelo invento são os professores da UFPB Demetrius Antonio Araújo, do Departamento de Biotecnologia, do Cbiotec, e Petrônio Filgueiras Athayde Filho, do Departamento de Química, do CCEN; a professora Glaucia Veríssimo Faheina Martins, do Centro de Educação e Saúde da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG); e a professora Alethéia Lacerda da Silveira, da Uninove.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

YouTube amplia suspensão de Trump por tempo indeterminado

Primeiro implante de córnea artificial restaura visão de homem de 78 anos

Justiça dos EUA rejeita pedido da Parler para que Amazon restaurasse a hospedagem da rede social

Apple avalia iPhone com tela dobrável