Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Tecnologia

Editoria sobre Tecnologia ir para editoria →

Pesquisa

“Teremos a vacina em janeiro ou fevereiro”, diz cientista da J&J que pesquisa a imunização à Covid-19

Especialista em HIV e doenças tropicais, Stoffels tem passado até 16 horas por dia trabalhando para cumprir a missão – e a promessa – de imunizar um bilhão de pessoas o quanto antes.

“Estamos expandindo nossas estruturas para conseguir produzir dezenas de milhões de vacinas de alta qualidade mensalmente, mas é um trabalho em processo”, disse Stoffels. (Foto: Reprodução)

Por

Em sua primeira entrevista a um veículo de comunicação da América Latina desde que iniciou os testes da vacina contra a Covid-19, Paul Stoffels se mostra otimista com o avanço do processo

O médico belga Paul Stoffels, vice-presidente do Comitê Executivo e Chief Scientific Officer da Johnson & Johnson afirmou, em entrevista ao NeoFeed, que as primeiras doses da vacina contra covid-19 devem estar disponíveis em caráter de urgência entre janeiro e fevereiro de 2021.

LEIA MAIS: Empresa americana diz que pode lançar vacina para covid-19 no início de 2021

“Estamos expandindo nossas estruturas para conseguir produzir dezenas de milhões de vacinas de alta qualidade mensalmente, mas é um trabalho em processo”, disse Stoffels.

Especialista em HIV e doenças tropicais, Stoffels tem passado até 16 horas por dia trabalhando para cumprir a missão – e a promessa – de imunizar um bilhão de pessoas o quanto antes. 

Pelo menos foi esse o acordo firmado com o governo americano. A equipe de Donald Trump concordou em entrar com US$ 421 milhões do US$ 1 bilhão necessário para que a Johnson & Johnson expanda sua capacidade de produção e cumpra esse objetivo. 

O médico, que mora nos Estados Unidos, destaca a união de forças de governos e iniciativas privadas, e faz questão de resgatar a esperança de quem, direta ou indiretamente, sofre com a crise que estamos vivendo.

“Gostaria de deixá-los com esperança: isso vai ter um fim. Tem muita gente trabalhando para que encontremos alívio o quanto antes.”, explicou.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Serviços do Google apresentam instabilidade temporária em vários países

Asteroide do tamanho de ônibus escolar passa 'perto' da Terra

iPhone 12: vazam detalhes de novas cores e da suposta versão Mini

Twitter diz que irá analisar algoritmo de prévia de imagens após queixas de racismo por usuários