Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Tecnologia

Editoria sobre Tecnologia ir para editoria →

Tecnologia

WhatsApp desativa contas do PT por disparos em massa

O partido confirmou que estes eram todos os canais que tinham no WhatsApp e eles foram tirados do ar a partir de 25 de junho.

A presidente do partido, Gleisi Hoffman, disse que a punição acontece dentro da batalha em torno do polêmico "PL das Fake News", apoiado pela legenda. (Foto: Reprodução)

Por

O PT teve nove de suas contas no WhatsApp desativadas nas duas últimas semanas por envio automatizado de mensagens e denúncias de spam político, ações proibidas pelos termos de uso da plataforma.

O partido confirmou que estes eram todos os canais que tinham no WhatsApp e eles foram tirados do ar a partir de 25 de junho.

A presidente do partido, Gleisi Hoffman, disse que a punição acontece dentro da batalha em torno do polêmico "PL das Fake News", apoiado pela legenda.

"Não dá para a gente afirmar que seja uma represália, mas com certeza o Facebook tem lado, um posicionamento político e um posicionamento em relação ao PL. Não devem estar contentes com ele", afirmou ela.

Aprovado no Senado na semana passada, com o voto favorável dos seis senadores petistas, o texto obriga que redes sociais peçam documento e telefone para quem quer ter uma conta e que aplicativos de bate-papo registrem o caminho que uma mensagem percorreu ao ser encaminhada. Para o WhatsApp, este último ponto é o mesmo que "colocar uma tornozeleira eletrônica nos usuários".

O partido acusa o Facebook de não ser transparente. Para Hoffman, "o bloqueio desses canais ocorreu justamente dias depois que iniciamos o abaixo-assinado pelo impeachment [do presidente Jair Bolsonaro], com muitos apoiadores e entidades." 

"De nossa parte, temos muita desconfiança do que está acontecendo", falou, ressaltando que o partido está migrando sua comunicação para o Telegram e desenvolvendo sua própria plataforma para não depender de outras companhias. 

Vale ressaltar que Facebook e Instagram já apagaram posts de Bolsonaro por julgar que o conteúdo ia contra sua política.

Em carta encaminhada nesta segunda-feira (6) ao Facebook, a presidente do PT ameaça com processo judicial caso a empresa não responda aos questionamentos sobre o motivo das contas terem sido apagadas. 

"É importante sabermos do que estão nos acusando. Até agora, Facebook e WhatsApp não mandaram. Se há hipocrisia aqui é da parte deles, que acobertaram milhões de fake news na campanha de 2018, não denunciaram, fizeram vistas grossas a um monte de coisas e agora vem querer dar uma de lisura total. Acho que eles é que têm de explicar a lisura deles. Acho que são poucos confiáveis", disse ela.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Nasa anuncia que vai revisar nomes de planetas, estrelas e galáxias que podem ser preconceituosos

Cade pede que Tim, Vivo e Claro antecipem intenção de comprar Oi

Facebook diz que bloqueou em todo o mundo contas de bolsonaristas investigados

Golpe do Whatsapp: estelionatário é desmascarado por vítima e leva troco