Traumas

Ator Drake Bell revela abusos sofridos na adolescência durante série da Nickelodeon

Série documental sobre bastidores sombrios da TV dos EUA revela desabafo do astro de "Drake & Josh", que fala pela primeira vez dos traumas da adolescência.

drake bell, ator

Fotos: Divulgação

Drake Bell, astro da série “Drake & Josh”, grande sucesso do canal pago infantil Nickelodeon nos anos 2000, abriu o jogo sobre abusos sexuais que sofreu na adolescência, enquanto trabalhava na emissora. Na série documental “Quiet on Set: The Dark Side Of Kids TV”, do canal pago americano Investigation Discovery (ID), Bell detalhou os anos de abuso que sofreu nas mãos do preparador de diálogo Brian Peck.

Relação com o agressor

Bell e Peck se aproximaram por compartilharem vários interesses, mas hoje o ator vê essa aproximação como “calculada”. Em 2000, quando Bell tinha 15 anos e estava gravando a 2ª temporada de “O Show de Amanda”, Peck começou a convidá-lo para sua casa para aulas de atuação.

Com o tempo, o preparador se tornou empresário de Bell e o acompanhava em testes de atuação para outros trabalhos. Devido à distância da casa da família, o ator mirim muitas vezes dormia na casa de Peck. “Eu estava no sofá onde costumava dormir e acordei com ele… e ele estava me agredindo sexualmente. Eu congelei em choque total”, revelou Bell no documentário.

O abuso se intensificou com o tempo, e o ator se sentiu preso. “E ficou pior, e pior, e pior, e pior, e eu fiquei preso. Eu não tinha saída. O abuso foi extenso e ficou bastante brutal”, disse Bell.

Fã de serial killer

Além de Bell, um ator do elenco de “All That Kyle Sullivan” revelou no documentário que Peck tinha uma foto autografada de um serial killer famoso dos Estados Unidos, John Wayne Gacy, conhecido como “Palhaço Assassino”. “Para Bryan, espero que você goste da pintura. Muitas felicidades, seu amigo, John Wayne Gacy”, assinou o assassino, que fez mais de 30 vítimas adolescentes nos anos 1970. Peck trocou correspondências com Gacy e guardava uma coleção de cartas.

Prisão e condenação

Em 2004, Brian Peck foi acusado de praticar ato obsceno e sexo oral com um adolescente de 14 ou 15 anos. Ele não contestou a acusação e foi condenado a 16 meses de prisão, além de ser registrado como agressor sexual.

Outras denúncias

A série também investiga novas alegações contra o produtor Dan Schneider, criador do “Show de Amanda”, “Drake & Josh”, “Brilhante Vitória”, “Zoey 101” e “iCarly”, incluindo denúncias de ex-membros do elenco de “All That”.

Em 2022, a ex-atriz mirim Alexa Nikolas protestou em frente à sede do canal infantil Nickelodeon, na Califórnia, denunciando os abusos que sofreu enquanto participava da série “Zoey 101”, que durou de 2005, quando ela tinha cerca de 13 anos, até 2008. Em seu protesto, ela chamou Schneider de “criador de traumas de infância”.

A exibição dos quatro episódios de “Quiet on Set: The Dark Side Of Kids TV vai acontecer nos dias 17 e 18 de março nos Estados Unidos.

Confira também

 

 

Por Terra/Pipoca Moderna

COMPARTILHE

Bombando em Televisão

1

Televisão

Policial é expulso de reality apresentado por Rachel Sheherazade após descumprir normas

2

Televisão

Eliana é anunciada como contratada da Globo, três dias após sair do SBT

3

Televisão

Nattan regrava clássico de Roberto Carlos para novela

4

Televisão

VÍDEO: Léo Dias critica nova música de Juliette e diz que “não tem nada a ver com festa junina”

5

Televisão

Maísa é contratada pela Globo e será vilã em nova novela