Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Televisão

Editoria sobre Televisão ir para editoria →

Assista

Jair Bolsonaro concede entrevista ao vivo no programa do Sikêra Jr. na Rede TV

​O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista ao apresentador Sikêra Jr. ao vivo, em seu programa na RedeTV, na tarde desta segunda-feira (30)

Por

O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista ao apresentador Sikêra Jr. ao vivo, em seu programa na RedeTV, na tarde desta segunda-feira (30). Assista acima.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar o “pânico” causado pela pandemia do coronavírus e defender o fim do isolamento social, principal recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e prática adotada no mundo todo para conter a disseminação do vírus.

Segundo Bolsonaro, os efeitos da pandemia para a economia serão “muito maiores” que os efeitos do próprio vírus e, por isso, decidiu sair às ruas do Distrito Federal no domingo (29) para incentivar a reabertura do comércio.

“É mais ou menos o seguinte: a cada 500 pessoas que pegam o vírus, um pode morrer. Você não pode propor uma quarentena maior que a que tá ai”, disse, sem especificar de onde tirou o dado que expôs.

Na entrevista, feita por telefone, Bolsonaro voltou a dizer que tem “histórico de atleta” e que, por isso, não será acometido pela doença. “Esse vírus eu não vou sentir quase nada”, disse.

“O povo que pega esse vírus, pelo menos 60% da população vai contraí-lo. Mas você não pode entrar em pânico. Álcool gel até pra dar beijinho na esposa… Tem que tirar esse clima”, disparou o presidente.

Na conversa, Sikêra Jr. reproduziu a fake news de que a morte de um suposto borracheiro, que morreu ao trocar um pneu, teria sido atestada como decorrente de coronavírus. Bolsonaro, por sua vez, endossou a notícia falsa.

“Temos conhecimento desse fato em específico e de outros. De casos que não são e são classificados como coronavírus, para inflar os números deles, pedir recursos do governo federal. Isso é um prática que tá sendo adotada por politica, pra justificar as medidas equivocadas adotas por governadores”, declarou.

O presidente ainda citou outros exemplos, sem citar a fonte, que teriam chegado até ele. “Chegou informações de barbeiro sendo preso por cortar o cabelo dentro da casa de outra pessoa. “Chegou informações de barbeiro sendo preso por cortar o cabelo dentro da casa de outra pessoa”, disse.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Flávia Alessandra revela em canal do YouTube já ter ficado excitada gravando cena

Ex-'The voice', cantora capixaba é apontada como nova namorada do Roberto Carlos

Jojo Todynho e Kadu Moliterno estão cotados para participar de 'A Fazenda'

Rose Miriam é tirada de inventário de Gugu por querer 'tumultuar'