Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Televisão

Editoria sobre Televisão ir para editoria →

Streaming

Ministro da Justiça pede providências por cena de masturbação em filme com Gentili e Porchat

Cena do filme 'Como se tornar o pior aluno da escola' (2017) gerou polêmica por acusações de pedofilia.

Lançado em 2017, 'Como ser o pior aluno da escola' é baseado em livro de Danilo Gentili e recebeu na época classificação indicativa de 14 anos (Foto: O Globo)

Por

RIO — O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, informou ter pedido a "vários setores" que tomem as "providências cabíveis" contra o filme "Como se tornar o pior aluno da escola" (2017) devido ao que ele descreveu como "detalhes asquerosos" na produção. Embora a obra, baseada num livro homônimo de Danilo Gentili, tenha sido lançada há cinco anos, uma cena com Fábio Porchat tomou as redes sociais neste domingo.

O momento destacado nas postagens críticas ao longa mostra o personagem dele assediando sexualmente dois garotos. Diante disso, algumas persoalidades já se manifestaram, acusando o filme de pedofilia. Entre elas, estão o deputado estadual André Fernandes (Republicanos-CE), a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e o vereador de Niterói Douglas Gomes (PTC-RJ), que compartilhou o vídeo da cena polêmica.

"O repugnante filme 'Como se Tornar o Pior Aluno da Escola' naturaliza a pedofilia a fim de normalizá-la. Já informei ao Ministério da Família ao qual oficiarei, assim como denunciarei ao MP e solicitarei informações ao CNMP acerca dos procedimentos em curso", disse Zambelli em post no Twitter.

Danilo Gentili também se manifestou sobre o caso pelo microblog, dizendo que "o maior orgulho" que ele tem em sua carreira é ter conseguido "desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista". Nas eleições de 2018, Gentili apoiou o então candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Posteriormente, porém, se arrependeu.

"Os chiliques, o falso moralismo e o patrulhamento: veio forte contra mim dos dois lados. Nenhum comediante desagradou tanto quanto eu. Sigo rindo :)", acrescentou.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Rico Melquíades coloca preenchimento na coxa e no bumbum e mostra resultado

Jade Picon ganha autorização especial para atuar em novela da Globo

Robert Pattinson é o homem mais bonito do mundo, segundo Proporção Áurea; entenda

Stranger Things: Final da 4ª temporada ganha trailer explosivo