Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Top 10

Top 10 ir para editoria →

Top 10

As 10 Olimpíadas mais caras de todos os tempos

Os jogos Olímpicos do Rio de Janeiro encontra-se na quinta posição, com um gasto de US$ 11.8 bilhões

Por

É exigido muito dinheiro para ser capaz de sediar os Jogos Olímpicos. Uma nação anfitriã deve estar pronta pra construir novas e imponentes construções. Eles devem ser capazes de acomodar o fluxo de visitantes e oferecer transporte público excelente.

A segurança é intensificada e a equipe trabalhando aumentada em todos os níveis. Nesta seleção estão em destaque as 10 Olimpíadas mais caras de todos os tempos.

Confira a lista:

10. Olimpíadas de 1996, Atlanta, Estados Unidos – US$ 1.8 bilhões

Em 18 de setembro de 1990, Atlanta ganhou o direito de sediar os Jogos de 1996. Conhecida não oficialmente como Jogos Olímpicos do Centenário, o lema pra os jogos era “A Celebração do Século”. O presidente Bill Clinton oficialmente abriu as cerimônias.

Entre a cerimônia de 2 semanas, a melhora do transporte público, expansão do aeroporto e construção da Vila Olímpica, o total de custo para os jogos se definiu em US$ 1.8 bilhões. O ano que os Estados Unidos lideraram a contagem de medalhas com 101 medalhas.

9. Olimpíadas de 1980, Moscou, União Soviética – US$ 2 bilhões

Em 23 de outubro de 1974, Moscou ganhava o direito de sediar os Jogos de 1980. Quando chegou a hora para os jogos reais começarem, 66 países seguiram o exemplo dos Estados Unidos de boicotar o evento em protesto contra a guerra soviética no Afeganistão.

Independentemente deste descalabro, os jogos custaram à União Soviética aproximadamente US$ 2 bilhões. A cidade anfitriã ficou em primeiro lugar na contagem de medalhas com um total de 195 medalhas.

8. Jogos Olímpicos de 2000, Sydney, Austrália – US$ 3.8 bilhões

Os Jogos de Sydney, também conhecidos como Jogos Olímpicos do Milênio, foram realizados de 15 de setembro a 1 de outubro de 2000. Mais de 10 mil atletas de 199 nações participaram nos jogos que foram realizados ao longo de vários locais.

7. Jogos Olímpicos de 1988, Seul, Coréia do Sul – US$ 4 bilhões

Em 30 de setembro de 1981, Seul foi escolhida para sediar os Jogos de 1988. Mais de 8 mil atletas de 160 nações participaram dos jogos. A cerimônia de abertura foi realizada durante o dia pela última vez na história olímpica. A União Soviética e Alemanha Oriental jogaram seus últimos jogos, como as duas nações deixaram de existir em 1992.

6. Jogos Olímpicos de 1992, Barcelona, Espanha – US$ 9.2 bilhões

 Os Jogos de Barcelona marcaram a primeira vez desde 1972 que os Jogos Olímpicos não tinham sido boicotados por quaisquer países. Mais de 9 mil atletas de 170 nações abraçaram o lema dos jogos, “Amigos para Sempre”. Os jogos foram distribuídos por 20 áreas com dezenas de sub-lugares.

5. Jogos Olímpicos de 2016, Rio de Janeiro, Brasil – US$ 11.8 bilhões

Os Jogos do Rio de Janeiro marcaram a primeira vez que Jogos Olímpicos é realizado na América do Sul. Nessa edição, foram adicionadas duas novas modalidades esportivas, rugby e golfe. O custo total no momento da candidatura foi de R$ 28,8 bilhões, mas com os valores corrigidos e atualizados, chegou a R$ 39,1 bilhões em janeiro de 2016. Destes, R$ 7,07 bilhões foi destinado as construções das arenas, R$24,6 bilhões em obras de politicas publicas (legado) e R$ 7.4 bilhões do Comitê Rio-2016. Totalizando R$ 39,1 bilhões, com cambio atual (R$ 3.30), resulta US$ 11.8 bilhões. Isso faz do Rio-2016, a quinta olimpíadas mais caras de todos os tempos.

4. Jogos Olímpicos de 2004, Atenas, Grécia – US$ 15 bilhões

Os jogos de 2004 foram simbólicos. E foi a primeira vez desde 1896 que as Olimpíadas tinham sido realizadas na Grécia. Atenas caracterizou também a primeira vez que todos os países com Comitê Olímpico Nacional participaram desde 1996. Atenas trabalhou até o último minuto, construindo locais de tirar o fôlego para os jogos. 

3. Jogos Olímpicos de 2012, Londres, Inglaterra – US$ 17 bilhões

Os Jogos de 2012, informalmente conhecidos como “Londres 2012”, sendo a primeira vez que mulheres tinham sido incluídas em cada nível. Qatar, Arábia Saudita e Brunei envolveram atletas mulheres pela primeira vez.

E o boxe feminino foi adicionado aos esportes de medalha. Os Jogos foram televisionados em todo o mundo, as cerimônias de abertura recebendo elogios da crítica. 

2. Jogos Olímpicos de 2008, Pequim, China – US$ 40 bilhões

Os Jogos de 2008 foram além do que qualquer um normalmente esperaria. A China construiu 37 diferentes locais para sediar os jogos, 12 dos quais foram especificamente feitos para o evento deles.

O sistema público de transporte foi expandido para acomodar os visitantes esperados. Com muito falado sobre a cerimônia de abertura e reconstrução grande de vários locais, custou em torno de US$ 40 bilhões para sediar os jogos. 

1. Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, Sóchi, Rússia – US$ 50 bilhões

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, marcaram a primeira vez que a Federação Russa acolhe as Olimpíadas. Sóchi é uma cidade isolada próxima do Mar Negro e uma boa quantidade de dinheiro teve que ser derramada na cidade para melhorar a eletricidade, transporte público e telecomunicações.

Eles também tiveram que construir novos locais, um Parque Olímpico, e vários outros lugares para acomodar os atletas e mídia. Foi estimado que a conta para sediar os jogos tenha ultrapassado os US$ 50 bilhões. Isso faz dessa sede, as olimpíadas mais caras de todos os tempos.


Acompanhe mais notícias do ClickPB nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a redação do ClickPB: 
Telefone: (83) 99624-4847
E-mail: redacao@clickpb.com.br

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Veja quais são os clubes mais valiosos do Brasil

Conheça os 10 melhores hospitais cirúrgicos do mundo

Conheça os 10 maiores exportadores de cervejas do mundo

Revista divulga lista com os 10 clubes mais valiosos do mundo