Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Turismo

Editoria sobre Turismo ir para editoria →

Notícia falsa

Advogado paraibano Rui Galdino desmente notícia de que leilão do Hotel Tambaú teria voltado à fase inicial

Portais e blogs do estado informaram que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) teria suspendido a decisão que deu a vitória do advogado perante o leilão.

A Justiça do Rio Janeiro indeferiu o efeito suspensivo apresentado pelo Grupo A Gaspar, do Rio Grande do Norte.

Por

O advogado paraibano Rui Galdino que foi declarado o vencedor do leilão do Hotel Tambaú veio à público na manhã deste sábado (4) desmentir notícias veiculadas em portais e blogs do estado que informavam que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) teria suspendido a decisão que deu sua vitória perante o leilão.

Em nota, ele repudiou as notícias e esclareceu que o que ocorreu foi o contrário: a Justiça indeferiu o efeito suspensivo apresentado pelo Grupo A Gaspar, do Rio Grande do Norte.

"Lamento profundamente, esse tipo de notícias que só desacredita alguns órgãos da imprensa e tentam tumultuar e confundir a opinião pública. Finalizo dizendo que o Hotel Tambaú é da Paraíba, e que depois de 50 anos voltou para as mãos de um paraibano, que não tem medo de desafios, nem de cara feia, nem de grupos econômicos que se dizem poderosos, nem muito menos de fake news", disse em trecho da nota.

A notícia veiculada nos sites era baseada em uma matéria do Turismo em Foco. Após a declaração de Rui, o portal admitiu o erro.

"O Turismo em Foco errou, ao afirmar que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu efeito suspensivo ingressado pelo Grupo A Gaspar, do Rio Grande do Norte, suspendendo o recurso na Justiça do advogado paraibano, Rui Galdino, que havia sido considerado vencedor do leilão do Tambaú Hotel, em João Pessoa. Na realidade, a desembargadora Marília de Castro Neves negou o efeito suspensivo, prevalecendo a decisão inicial, de nomear o advogado como arrematante do leilão", corrigiu.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

João Pessoa vai sediar a 7ª edição da Rodada de Negócios de turismo em 2022

João Pessoa é destaque em feiras de Turismo e é um dos destinos mais procurados para a alta estação

'Preço médio mais baixo da passagem aérea veio para ficar', diz presidente da Latam Brasil

Viajantes do Brasil vacinados poderão entrar no Reino Unido sem necessidade de quarentena