Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Turismo

Editoria sobre Turismo ir para editoria →

Em Conde

Mussulo Resort vai a leilão na Paraíba pelo valor de R$ 15 milhões para pagamento de dívidas com ex-funcionários

O leilão foi um pedido dos proprietários do Mussulo para a quitação das dívidas. O resort será arrematado pelo interessado que oferecer o maior lance.

Em 2019, o Mussulo foi invadido e móveis e eletrodomésticos foram furtados. Nove pessoas foram presas em novembro e algumas confessaram o crime. O resort apontou o envolvimento de ex-funcionários. (Foto: Divulgação)

Por

O Tribunal Regional do Trabalho da 13º região determinou que o Mussulo by Mantra, resort de luxo localizado em Conde, no Litoral Sul da Paraíba, vai a leilão. O empreendimento está avaliado em R$ 15 milhões e o dinheiro servirá para o pagamento de dívidas da empresa com os ex-funcionários após o fechamento do estabelecimento.

O leilão foi um pedido dos proprietários do Mussulo para a quitação das dívidas. O resort será arrematado pelo interessado que oferecer o maior lance.

Em 2019, o Mussulo foi invadido e móveis e eletrodomésticos foram furtados. Nove pessoas foram presas em novembro e algumas confessaram o crime. O resort apontou o envolvimento de ex-funcionários.

Em nota enviada ao ClickPB nesta terça-feira (2) sobre o leilão, o Mussulo by Mantra relembrou o caso dos saques no local. "Em 2019, o Mussulo foi vítima de saques, cuja responsabilidade seria de ex-funcionários do resort. As investigações descobriram que documentos contábeis foram subtraídos no mesmo dia em que móveis e eletrodomésticos que equipavam os bangalôs foram roubados, o que, segundo a defesa dos proprietários, reforça a tese de envolvimentos de ex-funcionários."

Ainda de acordo com o Mussulo, "o motivo para o envolvimento de ex-funcionários do Mussulo nestes crimes pode estar ligado ao fato de auditorias independentes comprovarem a gestão fraudulenta do Mussulo por parte de ex-diretores e que, pelo que se entendeu, o roubo de equipamentos foi uma maneira para encobrir os reais interesses dos criminosos."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Campanha 'Paraíba Flexível e Segura' oferta pacotes promocionais de hospedagem para incentivar recuperação do turismo

Entrave com BNDES influenciou entrada da Latam Brasil em recuperação judicial nos EUA

Peru vai isentar viajantes de quarentena ao reabrir fronteiras

Gangue da marcha à ré arromba estabelecimento comercial em Campina Grande