Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Violência

Diretor de clínica que mantinha 33 mulheres em celas é preso por maus-tratos e abuso sexual no Ceará

Homem foi autuado em flagrante por maus-tratos e cárcere privado. Ele também é investigado por abuso sexual.

Internas, entre elas idosas, foram flagradas presas em compartimentos com celas em abrigo no Crato. (Foto: Arquivo pessoal)

Por

O diretor de uma clínica de repouso foi preso em flagrante, na manhã desta quinta-feira (12), por manter 33 mulheres aprisionadas em celas no estabelecimento, no Bairro Mirandão, em Crato, no interior do Ceará. O local abrigava idosas e internas com problemas psiquiátricos.

Fábio Luna dos Santos, 35 anos, foi levado da clínica para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) por policiais civis que cumpriram um mandado de prisão preventiva contra ele por denúncias de abuso sexual contra duas vítimas. A defesa de Santos não foi localizada.

Durante a abordagem, os policiais flagraram as internas presas em celas sem condições sanitárias. Com isso, o diretor também foi autuado em flagrante por maus-tratos e cárcere privado.

O homem também é investigado por maus-tratos, violência física e psicológica e apropriação dos benefícios das internas.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Homem é assassinado a tiros em João Pessoa ao ser surpreendido por criminosos em carro

Empresário é acusado de xingar criança que vendia doces no Parque Cabo Branco e clientes se revoltam

Polícia Civil apreende quase 300kg de drogas escondidas em depósito e prende dois suspeitos de tráfico em João Pessoa

​Idoso preso por engano é solto em João Pessoa após ficar três dias na Central de Polícia Civil