Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Mangabeira

Homem é assassinado a tiros na frente de casa quando preparava reforma

De acordo com as primeiras informações, a vítima fatal foi identificada como Francisco, de 67 anos de idade, e estava preparando cimento para uma obra quando foi assassinado.

Até o momento não há informações sobre o que teria motivado o crime (Foto: Reprodução)

Por

Um homem foi assassinado a tiros no início da manhã desta quinta-feira (14) em João Pessoa. Ele estava na frente de sua casa, no bairro de Mangabeira, por volta das 5h30 quando foi alvejado por pelo menos cinco disparos.

De acordo com as primeiras informações, a vítima fatal foi identificada como Francisco, de 67 anos de idade, e estava preparando cimento para uma obra quando foi assassinado. Os vizinhos ouviram os disparos de arma de fogo e, quando o barulho cessou, encontraram a vítima já morta na calçada de sua casa.

No momento do crime, o homem trabalhava com um ajudante para fazer a reforma. O ajudante fugiu e está sendo procurado pela polícia para prestar esclarecimentos sobre o fato.

Até o momento não há informações sobre o que teria motivado o crime. O caso está sendo investigado e a polícia continua em busca de informações que possam levar aos suspeitos do crime.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Empresário acusado de mandar matar padrinhos no casamento será julgado

Jovem é assassinado a tiros e facadas dentro de residência na Paraíba

Foragido do presídio acusado de participar de explosão a caixa eletrônico é recapturado na Paraíba

Justiça torna réu e afasta PM acusado de ter matado menina Ágatha