Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Expansão reprimida

Polícia desarticula célula da Okaida que estava se desenvolvendo em Pernambuco

Cidade na Zona da Mata Norte amanheceu cercada por policiais que prenderam dois suspeitos de serem líderes na facção no estado

Suspeitos presos seriam líderes da facção em Pernambuco (Foto: Arquivo)

Por

110 policiais civis e 70 policiais militares pernambucanos participaram da operação para desmantelar aaum braço da Okaida que estava se desenvolvendo em Camutanga, cidade da Zona da Mata Norte pernambucana. A operação foi deflagrada na madrugada desta quinta-feira (29) para dar cumprimento a 4 mandados de prisão, 3 mandados de busca e apreensão de menores e 22 mandados de busca e apreensão domiciliar.

A ação começou às 4h30, quando policiais fecharam as saídas da cidade, cercando o bando. Os policiais usaram helicópteros para caçar os bandidos. Dois suspeitos de serem os líderes da facção em Pernambuco foram presos: Ednaldo Taciano da Silva, o "Branco", 21 e Anderson André da Silva, "Matuto", 23.

Branco negou envolvimento com o mundo do crime. Questionado sobre uma tatuagem de uma carpa, símbolo conhecido da facção criminosa, ele negou que tivesse escolhido o desenho por conta de ligações com a okaida. "Eu nem sabia que tinha isso de ter desenho de símbolo", declarou.

A Okaida seria responsável por pelo menos três mortes ocorridas na região de Camutangam além de vários assaltos e ações violentas na comunidade que eles estavam tomando. Segundo o delegado responsável pelo caso, os bandidos estavam expulsando moradores da região das próprias casas.

"Eles estavam dominando a área. É tanto que os próprios moradores procuraram a Polícia Civil. Demos uma resposta imediata. Os indivíduos que conseguiram fugir para a mata estão sendo perseguidos incansavelmente e já temos mandados de prisão expedidos contra eles. Assim que forem encontrados, vão para a prisão", concluiu.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

14 pessoas denunciam golpe imobiliário em Campina Grande; Polícia Civil investiga possível estelionato

Polícia prende acusado de homicídio na Paraíba

Foragido da Justiça é preso suspeito de invadir prédio do Tribunal de Justiça da Paraíba

Ex-presidiário é assassinado com vários tiros em Pedras de Fogo