Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Assédio

Cliente recebe prato com frango cru após assediar atendente durante pedido em restaurante

O dono do estabelecimento e marido da atendente decidiu dar uma lição no assediador e mandou o prato com frango cru.

O cliente recebeu frango cru após assediar atendente (Foto: Reprodução)

Por

Um cliente assediou por mensagem de Whatsapp a atendente e sócia de um restaurante em Porto Velho e acabou tendo uma surpresa ao receber seu pedido em casa. O dono do estabelecimento e marido da atendente decidiu dar uma lição no assediador e mandou o prato com frango cru. A conversa entre eles acabou viralizando nas redes sociais.

Tudo começou quando o cliente fez um pedido de coração de galinha e asinhas de frango no Kaverna do Urso. Após o atendimento por telefone, a sócia Gabriela perguntou pelo Whatsapp do restaurante qual deveria ser o ponto da carne. Foi então que o homem, que teve sua identidade preservada, enviou mensagens de cunho sexual à funcionária.

"Olha, linda, se a galinha tivesse uma voz suave e gostosa como a sua poderia até ser 'crua', se é que me entende", escreveu o homem. "Vou deixar você escolher o ponto pra mim, tá? Tenho certeza que você sabe o ponto que eu gosto", continuou ele.

Menos de 30 minutos depois, ele enviou uma foto do prato com frango cru, cobrando explicações e pedindo para falar com o dono da empresa. O dono é Jeferson Tavares Chaulet, marido e sócio de Gaby.

"Oi, eu sou o dono. Fico feliz que tenha recebido seu pedido conforme solicitou. Reza a lenda que esta galinha antes de morrer falou 'pó pó pó' com a voz suave e gostosa, se é que você me entende", escreveu Jeferson. Ele ainda informou que o pagamento do pedido foi estornado e que o homem deveria ter mais respeito às mulheres. O cliente acabou pedindo desculpas.

Após a repercussão de seu post, Jeferson gravou um vídeo explicando o que motivou sua atitude (veja abaixo). "Eu pensei, vou ter que fazer alguma coisa, vou ter que tomar uma atitude", disse. "É certo que as mulheres não precisam de homens pra defendê-las, o certo seria que não precisasse,mas se você presenciar na sua emprea ou onde for, vai pra cima. Eu agi da forma que achei correto, como me veio na cabeça na hora", continuou. "Se isso acontecesse com uma pessoa que não fosse minha esposa, seria da mesma forma", disse.

Veja abaixo a conversa:

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Médicos brasileiros levarão pele de tilápia para tratar queimaduras de feridos no Líbano

Veja vídeo: Entregador de aplicativo sofre ofensas racistas em condomínio de São Paulo

ICMBio reabre amanhã o Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará

Extrato bancário de Queiroz revela novos repasses à primeira-dama e não registra empréstimo de Bolsonaro