Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Joene

Influenciadora é presa após usar notas falsas de R$ 100 no interior do Pará

De acordo com a Polícia Civil do Pará, a blogueira de 25 anos foi presa em flagrante pelo crime de falsificação de cédulas de dinheiro.

Segundo informações, Joene -que é conhecida como "a menina da toalha" por posar para fotos sensuais coberta apenas pelo acessório- fazia compras na cidade quando diversos comerciantes constataram que tinham recebido notas falsas. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

Por

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A influenciadora digital Joene Coutinho -que tem 133 mil seguidores no Instagram- foi presa na anteontem (19) por utilizar notas falsas em Ururuá, no interior do Pará.

De acordo com a Polícia Civil do Pará, a blogueira de 25 anos foi presa em flagrante pelo crime de falsificação de cédulas de dinheiro.

Segundo informações, Joene -que é conhecida como "a menina da toalha" por posar para fotos sensuais coberta apenas pelo acessório- fazia compras na cidade quando diversos comerciantes constataram que tinham recebido notas falsas.

Eles procuraram a delegacia local e denunciaram a blogueira. A partir daí, policiais civis iniciaram buscas e a localizaram. Após uma revista, eles constataram que ela estava de posse de mais de dez notas falsificadas de R$ 100.

No Instagram, além de fotos com o filho, Joene compartilhava uma série de ações publicitárias que fazia, além de fotos em praias e baladas. A reportagem tentou contato com ela, mas não teve resposta até o momento.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Após sete anos da tragédia de Mariana, atingidos passam a conseguir direitos em briga judicial contra a Vale, Samarco e BHP Billiton

Pesquisadora descobre floresta fossilizada de 290 milhões de anos no Paraná

Brasil registra primeiros casos de transmissão comunitária da varíola do macaco

Incêndio em centro de tratamento deixa 11 mortos em Carazinho