Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Carnaval

Presidente de escola de samba quer Bolsonaro na Sapucaí no desfile de 2022

Para não causar constrangimentos ao Planalto, o dirigente disse que a Liesa recomenda que as escolas de samba não sejam tão "agressivas".

O convite foi repassado ao secretário da Cultura, Mário Frias, na semana passada, em uma reunião sobre o Carnaval carioca. (Foto: reprodução)

Por

Jorge Perlingeiro, o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), quer Jair Bolsonaro na Sapucaí no Carnaval de 2022. Para não causar constrangimentos ao Planalto, o dirigente disse que a Liesa recomenda que as escolas de samba não sejam tão “agressivas” com questões políticas.

Perlingeiro ainda não teve a chance de convidar Bolsonaro pessoalmente, mas deseja fazê-lo. O convite foi repassado ao secretário da Cultura, Mário Frias, na semana passada, em uma reunião sobre o Carnaval carioca.

Alvo de críticas dentro do mundo do Carnaval, Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o convite. Jorge Perlingeiro disse à coluna que “cada um pode ter sua opinião pessoal”, mas que, para ele, seria uma honra ter o presidente na Sapucaí.

O presidente da Liesa afirmou não se preocupar com a possibilidade de Bolsonaro ser duramente atacado em algum desfile na avenida, como foi o caso de Michel Temer com o “presidente-vampiro neoliberal” da Paraíso do Tuiuti em 2018. Perlingeiro desconversou: sustentou que Carnaval não é ato político.

“A Liesa recomenda que as escolas não sejam tão agressivas porque o intuito do carnaval não é crítica e nem ato político. A Liga não tem bandeira e nem ideologia, não é nosso intuito fazer críticas a quem quer que seja, direita, esquerda, nada”, argumentou Perlingeiro.

O presidente-vampiro neoliberal
A aproximação do presidente da Liesa com o governo federal pode atrapalhar os planos de Gabriel David, o diretor de Marketing da Liga, de manter uma forte relação com a TV Globo. David, que não participou do encontro de Perlingeiro com Frias, disse que faz parte do seu trabalho conversar com setores diferentes da sociedade, mas que as relações da Liesa com o governo federal e com a Globo não são excludentes entre si.

“Essas conversas incluem a TV Globo, uma parceria histórica do Carnaval do Rio, agora com laços ainda mais estritos com as escolas de samba. E, no caso da Liesa, as relações da instituição também abarcam a Secretaria Especial de Cultura do governo federal, como não poderia deixar de ser. É o maior espetáculo audiovisual do país. Ambas as esferas não são excludentes e, na verdade, complementam o tamanho que os desfiles devem e precisam ter no ano que vem, após o arrefecimento da pandemia. É sempre bom lembrar que a Liesa atua de maneira apartidária, num elo contínuo e necessário com o poder público, a imprensa e a sociedade”, disse o diretor de Marketing da Liga.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Maioria do STF aprova projeto de reajuste de 18% para salários de juízes e servidores, com teto de R$ 46,3 mil

Filha vai receber R$ 20 mil de indenização após ser demitida pelo pai por criticar Bolsonaro

Filha é presa por golpe de R$ 725 milhões contra a mãe em esquema de roubo de obras de arte e joias

Ciclone com fortes e ventos e chuvas causa deslizamentos e prejuízos em Santa Catarina