Carros

Governo permite que redução do IPI incida sobre veículos em estoque

No final do mês passado, o governo aplicou um corte no IPI de diversos produtos, como carros, geladeiras, celulares e televisores. No caso de veículos, a redução foi de 18,5%.

Governo permite que redução do IPI incida sobre veículos em estoque

Carros estacionados em pátio da fábrica da Volkswagen, em Taubaté - — Foto:Paulo Whitaker - 19.jun.2015/Reuters

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O presidente Jair Bolsonaro (PL) editou um decreto que permite a incidência da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), anunciada em fevereiro pelo governo, também sobre veículos em estoque nas concessionárias.

No final do mês passado, o governo aplicou um corte no IPI de diversos produtos, como carros, geladeiras, celulares e televisores. No caso de veículos, a redução foi de 18,5%.

A Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) vinha pleiteando junto ao ministério da Economia que o benefício se aplicasse também aos carros em estoque nas concessionárias. A federação calcula o estoque atual nas lojas em cerca de 83 mil unidades.

O decreto publicado nesta quarta autoriza que as distribuidoras possam realizar a devolução ficta dos veículos novos que estavam no estoque em 25 de fevereiro de 2022 –dia da edição do decreto original de corte do IPI.

A devolução ficta ocorre apenas pela emissão de documentos fiscais.

As fabricantes, por sua vez, poderão retornar a nota fiscal do veículo às concessionárias com o imposto reduzido.

Essas operações de devolução poderão ocorrer até o final de junho deste ano.

“Trata-se de medida que, ao dispor sobre obrigações relacionadas à emissão e ao registro de notas fiscais, almeja viabilizar a redução das alíquotas do IPI incidentes sobre automóveis, além de tornar mais equilibrada a concorrência no mercado, não desfavorecendo as concessionárias que, à época da redução das alíquotas, estavam com baixo estoque”, afirmou a Secretaria-Geral da presidência, em nota enviada sobre o novo decreto.

“Em síntese, a medida permite que as concessionárias que já tivessem veículos em estoque na data da diminuição do IPI possam se beneficiar da diminuição de tributação, sem ter que fisicamente devolver o veículo para as produtoras e montadoras de veículos. As revendedoras e concessionárias deverão solicitar a mudança até 30 de junho de 2022, estando autorizada a emissão de nova nota fiscal com o valor de IPI mais baixo, sem que o veículo tenha que ser fisicamente devolvido à montadora”, concluiu.

COMPARTILHE

Bombando em Carros

1

Carros

BYD Dolphin Mini: carro elétrico compacto é lançado no Brasil; veja preço

2

Carros

Vendas de carros elétricos batem recorde no primeiro mês de 2024, diz ABVE

3

Carros

Chevrolet prepara renovação total e falas indicam produção de motores híbridos flex no Brasil

4

Carros

Motorista confunde pedal, acelera e destrói carro de luxo em acidente

5

Carros

Ter um carro elétrico no Brasil vale a pena? Quem tem responde