Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Clilson Júnior

Radialista, Jornalista e Blogueiro.

ver coluna →

É BRONCA: Cagepa, Creci, Helicóptero e Telequete em Cabedelo

Por

CRISE NA CAGEPA 1


O governador Ricardo Coutinho mandou chamar imediatamente o presidente da Cagepa, Marcus Vinícius, para cobrar uma posição sobre as obras de uma adutora que estava sendo construídas nas cidades de Mamanguape e Rio Tinto, que se encontra paralisada e a empresa que tocava serviço sentindo o cheiro do calote resolveu dar férias coletivas a todos os funcionários.  A obras que foi anunciada como solução definitiva para o abastecimento de água dos dois municípios, já que os sistemas antigos são insuficientes diante do crescimento populacional, não se move 2 milímetros, faz dias por falta de pagamento.

 

 

Eu não aguento mais. Se essa aeronave não estiver voando nos próximos dias, vocês vão ver o que é um doido 

CRISE NA CAGEPA 2


Também por falta de dinheiro e dívida acumulada, outra ação da Cagepa que paralisou de vez pode ser notada em diversos bairros de João Pessoa, precisamente na região do Valentina onde foi interrompida a conclusão da rede de esgotamento sanitário no Valentina Figueiredo e comunidades adjacentes. A conclusão que estava prevista para ser entregue no início deste ano, parou de vez. São mais de 15 mil moradores do Valentina, Planalto da Boa Esperança, Muçumago e loteamento Nosso Sonho. Os recursos, fruto de um parceria entre os Governos da Estadual e Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), não vem horando as empreiteiras que fazem parte do Consórcio Sancol/Planície, que mandaram de um só vez centenas de trabalhadores para casa. As construtoras afirmam que a dívida já ultrapassa 10 milhões de reais. 

 

CRISE NA CAGEPA 3


Na cidade de Bayeux não é diferente. Todas as obras de saneamento e esgotamento sanitário foram paralisadas por falta de pagamento a empresa responsável pela obra. Desde 2012 que Coutinho promete tirar Bayeux do esgoto já que o munícipio conta com apenas 3% de seu território com esgotamento sanitário. Ricardo prometeu elevar esse índice para 80%, mas no meio do caminho veio a crise e Marcus Vinícius esqueceu de avisar ao governador da Paraíba. Segundo uma fonte palaciana a conversa entre o presidente da Cagepa e o governador da Paraíba foi de vaca desconhecer bezerro. Incompetência foi a mais doce palavra utilizada durante a conversa.

 

HELICÓPTERO PARADO


Fala a verdade: nunca mais você viu aquele importante equipamento de monitoramento e combate ao crime do estado, o helicóptero da Polícia Militar da Paraíba sobrevoando nossas cidades fazendo mais marketing que segurança pública. Só ontem que Ricardo Coutinho tomou conhecimento que o equipamento não estava voando, de acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por estar com Inspeção Anual de Manutenção (IAM) vencida e o Certificado de Aeronavegabilidade suspenso. As informações foram retiradas no site da agência na última terça-feira (25) às 13h50m. 


O comandante da Polícia Militar também foi chamado às pressas e levou aquele puxão de orelha. “Eu não aguento mais. Se essa aeronave não estiver voando nos próximos dias, vocês vão ver o que é um doido”, teria afirmado Vossa Excelência.



Devemos lembrar que a aeronave usada custou aos paraibanos R$ 9.645.645,40 (nove milhões seiscentos e quarenta e cinco mil seiscentos e quarenta e cinco reais e quarenta centavos) foi colocada em operação no dia 19 de setembro do ano passado, durante o período eleitoral. Batizada de Acauã 1, já estão chamando de Anu, outro pássaro, conhecido por se alimentar de carrapatos existentes na pele do gado. 


A aeronave deverá voltar à Paraíba nos próximos dias.  

 

 

ELEIÇÃO DO CRECI TEM CHAPA DA PESADA

 

A eleição para presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB) tem revelado fatos que estão causando verdadeiro pavor na sociedade paraibana. Amanhã vou tratar neste mesmo espaço, sobre o "currículo" dos integrantes da  Chapa 1, encabeçada pelo corretor Rômulo Soares, que comandou o Creci por mais de 20 anos e após uma briga ‘fake’ com o atual presidente, Jarbas Pessoa, de quem era parceiro, que voltar a mandar no Conselho.


O tal "cuurículo" é de fazer vergonha para um órgão importante como o Creci. Tem gente conhecida pela PF, depois que foi envolvido em um suposto esquema de compra de votos no ano de 2008 e outro membro que tem medo que se pela quando se fala na tal "Lei Maria da Penha".

 

 

BRIGA NO TAPA, TELEQUETE E PONTAPÉ EM CABEDELO


Uma audiência na Câmara Municipal de Cabedelo que contou com a presença do prefeito Leto Viana na noite desta quinta-feira (27), quase terminou em tragédia, mas motivou discussões, troca de insultos, socos e pontapés. Tudo começou quando do plenário o deputado estadual Anísio Maia (PT) começou a gritar palavras de ordem durante a fala do prefeito. 


O secretário de comunicação Fabrício Magno, não gostou nenhum pouco da presença de Maia no "Casa do Povo" e resolveu ir para os “finalmentes”, com se fala em Cabedelo quando seres humanos abdicam do diálogo e partem para telequete. Dizem que foi pau pra comer sabão e pau pra saber que sabão não se come.  Quem levou a pior foi Anísio Maia, como sempre!

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaques da Coluna

ver coluna →

Porra, finalmente algo novo na OAB da Paraíba

ATENÇÃO: Em briga de marido e mulher, a gente tem que meter a colher, sim!

Quando te faltou a sensação de jornalista, triunfante Galvão!

ATENÇÃO: Você é a favor da pena de morte no Brasil?