Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cultura

Editoria sobre Cultura ir para editoria →

NA ESTRADA

Acidente mata quatro músicos da PB, entre eles Radegundis Feitosa e Be

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu no km 90 entre Itaporanga e Piancó. A assessoria informou que duas pessoas estão carboni

Por

Fernando Rodrigues/Clilson Júnior
ClickPB

Um acidente grave ocorrida às 11 horas desta quinta-feira (1), vitimou quatro músicos da Orquestra Sinfônica da Paraíba, entre os quais o trombonistas Radegundis Feitosa, premiado internacionalmente e doutor em Trombone Performance. 

De acordo com informações de Antonio Teotônio, acidente aconteceu na BR 361, a 11 km entre as cidades de Itaporanga e Piancó, no sertão paraibano. 

De acordo com as primeiras versões, o motorista tentou desviar de um animal na pista quando perdeu o controle, capotou e explodiu. Todos os quatro músicos morreram carbonizado, inclusive um foi jogado fora do carro. 

Equipes do Samu e da Polícia Rodoviária estão no local e alertam os motoristas que evitem a BR 361, à altura do km 95, onde ocorreu o acidente. 

Morreram, além, de Radegundis - Benedito Honório, Adenilton França o cantor Rogério -, são integrantes do Sexteto Brassil.
Os músicos estavam sendo esperados na cidade de Itaporanga, terra natal de Redegundis.

Sexteto Brassil 


Tendo completado seus 30 anos de existência , o grupo Sexteto Brassil (trocadilho do nome inglês "Brass"=metal com o nome Brasil ) está formado por professores do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba e é o conjunto de metais e percussão brasileiro com maior repercussão internacional.

Bússola norteadora para os jovens instrumentistas nacionais, o grupo desenvolve um trabalho intenso de educação musical, participando dos principais festivais de música instrumental do país em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belém, Brasília, Fortaleza, Londrina, Campos do Jordão, Recife, etc.

O sexteto, único conjunto de metais brasileiro com repercussão internacional, é composto pelos músicos:Ayrton Benck, Cisneiro Andrade, Gláucio Xavier, Glauco Andreza, Radegundis Feitosa e Valmir Vieira.


RADEGUNDIS FEITOSA NUNES é doutor em trombone performance pela “The Catholic University of América” de Washington D.C., U.S.A(1991), Mestre pela “The Juilliard School” de New York, U.S.A(1987) e Bacharel pela Universidade Federal da Paraíba(1983). 

Natural de Itaporanga-PB, estudou com Edmilson Pinto e integrou a “Filarmônica Cônego Manoel Firmino do Colégio Diocesano D. João da Mata, sob a direção de Severino Ferreira. Durante os estudos de Graduação foi orientado pelo Professor Jacques Ghesten, trombone principal da Orquestra Sinfônica da Paraíba na época e nos cursos de Mestrado e Doutorado pelo Professor Dr. Per Brevig, trombone principal do Metropolitan Opera House em New York-U.S.A. Foi premiado em concursos nacionais e internacional como o “East & West Artists” para debut no Canegie Recital Hall em New York, U.S.A. 

Tem se apresentado como solista, camerista e instrumentista de Orquestra em centros musicais importantes do Brasil, Estados Unidos da América do Norte e Europa. Desenvolve atividade didática intensa no Departamento de Música da UFPB e nos vários festivais de música do Brasil. Foi o presidente fundador da Associação Brasileira de Trombonistas, é o trombone principal da Orquestra Sinfônica da Paraíba e trombonista do BRASSIL (Grupo de Metais e percussão).


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

William Alves leva a música de grandes nomes do samba à Praça Rio Branco neste sábado

Alexandre Carvalho e Banda se apresentam neste sábado na Feirinha de Tambaú

Orquestra Filarmônica Jovem da UFPB apresenta show sinfônico na Estação Cabo Branco

Solange Almeida é a grande atração da comemoração aos 62 anos de emancipação política de Cabedelo