Seleção

Sisu 2024: candidatos relatam decepção após terem sido ‘aprovados’ e descoberto que ficaram sem a vaga

Candidatos que conseguiram acessar o site na manhã de terça e viram que supostamente haviam sido aprovados na primeira opção de curso se frustraram ao descobrir ontem que, na verdade, não foram classificados.

Sisu 2024: candidatos relatam decepção após terem sido 'aprovados' e descoberto que ficaram sem a vaga

Após o resultado do Sisu 2024 ser oficialmente divulgado nesta quarta-feira (31), candidatos que conseguiram acessar o site na manhã de terça e viram que supostamente haviam sido aprovados na primeira opção de curso se frustraram ao descobrir ontem que, na verdade, não foram classificados. A estudante Clara Letícia Leite, de 18 anos, foi uma que lamentou o ocorrido após “perder” a vaga no curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Ao GLOBO, a jovem contou que na terça-feira (30), data em que o resultado deveria ter sido disponibilizado pelo Ministério da Educação, ela ficou atenta ao site do Sisu desde às 8h da manhã. Por volta de 9h, ela conseguiu acessar o sistema e, inicialmente, apareceu a opção de manifestar interesse na lista de espera das duas opções de curso — fator que já sinalizava uma falha, visto que, caso não seja aprovado em nenhuma opção, o candidato pode aguardar vaga apenas em uma delas.

Minutos depois, em uma nova atualização da página, Clara viu que havia sido aprovada em Direito em sexto lugar de seis vagas reservadas a cotistas de escolas públicas.

— Primeiro apareceu para eu manifestar interesse nas duas opções. Foram minutos de muita apreensão até eu conseguir acessar a página novamente e ver que tinha passado para a universidade de Direito. Fui para o cursinho, comemorei com os professores e aí começaram a surgir as notícias de erro no sistema e eu fiquei apreensiva. Na quarta, quando fui entrar novamente, deu que não tinha nota suficiente e que havia sido aprovada na segunda opção de curso, que é Relações Internacionais — relata.

De acordo com a jovem, amigos que faziam cursinho pré-vestibular com ela também passaram pela mesma situação.

O estudante Ricchard Kassay, de 18 anos, também define como “frustrante” o erro no sistema. Da mesma forma que Clara, ele conseguiu acessar a página do Sisu às 9h de terça-feira e apareceu que havia sido aprovado no curso de Cinema da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A classificação apareceu mesmo a nota de corte do curso sendo quase 20 pontos a mais que a média dele no Enem 2023, que foi de 680,14.

— Todo mundo sonha com esse momento e eu já estava me preparando para contar para a minha família, mas decidi verificar pelo celular para confirmar. Neste momento, minha nota não aparecia mais. Depois abri no notebook da minha mãe e seguiu sem aparecer minha nota — explica Ricchard. — Na quarta, quando divulgaram os resultados, eu vi que na verdade não fui aprovado em nenhuma das opções de curso. Criaram uma expectativa sobre uma realidade que nunca existiu.

O GLOBO questionou ao MEC o motivo de alguns alunos terem conseguido ver o resultado antes e se o erro no sistema do Sisu estava diretamente ligado às notas de corte dos cursos, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

Confira também

 

 

Por O Globo

Foto: Walla Santos/ClickPB

COMPARTILHE

Bombando em Educação

1

Educação

CNU: decreto do governo prevê regras em caso de novo adiamento de provas

2

Educação

UFPB atualiza calendários acadêmicos 2024.1 e 2024.2; veja como ficou

3

Educação

Sebrae abre inscrições para selecionar 50 bolsistas do Projeto Agente Local de Inovação

4

Educação

Centro universitário oferece mais de 500 vagas em cursos gratuitos profissionalizantes; veja como concorrer

5

Educação

IFPB estimula Startups na área de construção civil