Eleições

João Azevedo vota pela manhã em João Pessoa e Pedro Cunha Lima a tarde em Campina Grande; confira a agenda dos candidatos

Neste domingo os eleitores de todos o estado da Paraíba escolhem quem será o governador pelos próximos quatro anos.

João Azevedo vota pela manhã em João Pessoa e Pedro Cunha Lima a tarde em Campina Grande; confira a agenda dos candidatos

Estão concorrendo ao pleito os candidatos João Azevêdo (PSB) e Pedro Cunha Lima (PSDB) — Foto:Divulgação

Neste domingo os eleitores de todos o estado da Paraíba escolhem quem será o governador pelos próximos quatro anos. Estão concorrendo ao pleito os candidatos João Azevêdo (PSB) e Pedro Cunha Lima (PSDB).

O candidato a reeleição João Azevêdo irá votar já no turno da manhã, às 9h40 no ISO Colégio e Curso. Já Pedro Cunha Lima escolheu votar às13h45, no  Colégio Lourdinas, em Campina Grande. Confira a agenda dos candidatos.

João Azevêdo

– 7h40 – Missa na Paróquia Santo Antônio do Menino Deus

Local: Rua Rejane Freire Correia, 2015, Jardim Cidade Universitária – João Pessoa

– 9h40 Vota no ISO Colégio e Curso.

Local: Avenida Governador Argemiro de Figueiredo, 477, Jardim Oceania – João Pessoa

Pedro Cunha Lima

9h30 – Acompanha senador eleito Efraim Filho na votação – Fundação Casa José Américo

10h45 – Acompanha candidato a vice-governador Domiciano Cabral – Sesi Bayeux

13h45 – Vota no Colégio Lourdinas. Rua Nossa Senhora de Lourdes, 193 – Jardim Tavares. Campina Grande.

COMPARTILHE

Bombando em Eleições

1

Eleições

Major Sidnei alega insegurança partidária e perseguição de Gervásio Maia após deixar o PSB

2

Eleições

Exclusivo: Gleisi convoca reunião urgente com Cartaxo, Cida, Jackson, Tulio e Couto para definir eleição em JP

3

Eleições

Murilo Galdino nega ida de Romero Rodrigues ao Republicanos: “não é mais real e deve permanecer no Podemos”

4

Eleições

Lideranças do PL e do Novo se reúnem em João Pessoa para discutir alianças para eleições

5

Eleições

Advogado explica regras para Inteligência Artificial nas Eleições: “intenção da Justiça Eleitoral é evitar abusos e desequilíbrio desproporcional”