Mudança de partido

Major Sidnei alega insegurança partidária e perseguição de Gervásio Maia após deixar o PSB

Major Sidnei anunciou filiação ao partido Republicanos, nessa quinta-feira (29). O gestor esteve com o presidente estadual da legenda, deputado federal Hugo Motta.

Major Sidnei

Major Sidnei anunciou filiação ao Republicanos (Foto: Divulgação)

Major Sidnei, prefeito de Sapé, alegou insegurança partidária e perseguição do deputado federal e presidente estadual do PSB, Gervásio Maia, para deixar o partido. Em entrevista ao programa de rádio Arapuan Verdade, o gestor disse que já passou por turbulências na legenda e que aproveitou o momento para ir para o Republicanos.

“Devido aos fatos que passaram recentemente, inclusive comigo, que nem me reportei ao governador, essa situação, mesmo já estando mais tranquila, mas vendo essa turbulência que vi agora decidi ir para o Republicanos”, declarou na entrevista acompanhada pelo ClickPB.

A turbulência que Major Sidnei se refere é o imbróglio ocorrido em Santa Rita, quando o prefeito Emerson Panta divulgou uma fotos nas redes sociais ao lado de Gervásio Maia afirmando que havia fechado aliança com o PSB na cidade. No dia seguinte, integrantes do partido trataram de desmentir a informação.

Major Sidnei anunciou filiação ao Republicanos

Major Sidnei anunciou filiação ao partido Republicanos, nessa quinta-feira (29). O gestor esteve com o presidente estadual da legenda, deputado federal Hugo Motta, e aceitou o convite feito pelo parlamentar.

Major Sidnei ressaltou que Hugo Motta tem sido o parlamentar federal que mais tem destinado recursos para Sapé, através das emendas, e também que mais tem contribuído com o auxílio junto à União para que o município receba obras e projetos.

Desencontro no PSB

Ronaldo Guerra, que é vice-presidente do partido, foi o primeiro a fazer isso. Ele negou qualquer definição sobre o comando partidário na cidade de Santa Rita, conforme foi especulado neste fim de semana, a partir de uma foto publicada pelo prefeito Emerson Panta com o presidente e deputado federal Gervásio Maia.

Logo em seguida, foi a vez de Tibério Limeira, presidente do PSB de João Pessoa e secretário de Administração do Estado, negar aliança do partido com o prefeito de Santa Rita, Emerson Panta, para as Eleições 2024. Ele disse que o vice-presidente estadual Ronaldo Guerra tem razão quando afirmou que não teve ainda nenhuma decisão sobre candidatura, apoios ou composição eleitoral na cidade de Santa Rita, nem teria ocorrido reunião da Executiva para bater o martelo em favor de qualquer candidatura naquele município.

Rusga entre Sidnei e Gervásio

No ano passado, Major Sidnei e Gervásio Maia protagonizaram uma confusão no partido. Gervásio Maia  cobrou a prestação de contas dos recursos públicos enviados via emendas parlamentares no valor de R$ 3,7 milhões para Prefeitura de Sapé.  A cobrança de satisfação foi direta ao prefeito Major Sidnei.

O prefeito de Sapé não gostou da cobrança pública feito pelo colega de partido, o deputado federal Gervásio Maia sobre a prestação de contas de R$ 2 milhões. Major Sidnei não gostou da atitude de Gervásio em tornar público com a cobrança, uma vez, que ambos eram do mesmo partido, o PSB.

Leia também:

COMPARTILHE

Bombando em Eleições

1

Eleições

Sérgio Queiroz desiste de anunciar pré-candidatura após PL montar evento com Bolsonaro para lançar chapa em João Pessoa

2

Eleições

Multidão aguarda Bolsonaro na Domus Hall; ex-presidente vai oficializar chapa do PL em João Pessoa

3

Eleições

Sérgio Queiroz anuncia hoje decisão sobre pré-candidatura em João Pessoa

4

Eleições

PCdoB joga decisão para direção nacional e federação pode inviabilizar candidatura própria do PT, em João Pessoa

5

Eleições

Bolsonaro mobiliza direita paraibana para lançamento de pré-candidaturas de Queiroga e Virgolino; confira agenda