Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Mundo

Vídeo impressionante mostra momento em que míssil russo atinge shopping na Ucrânia

Ataque provocou incêndio que deixou pelo menos 20 mortos e 59 feridos; Rússia diz que atacou depósito de armas ocidentais.

Por

Um vídeo divulgado pelo Ministério da Defesa da Ucrânia nesta terça-feira (28) mostra o momento exato em que um míssil russo atingiu o shopping center Amstor na cidade ucraniana de Kremenchuk, na segunda-feira (27). 

O ataque provocou um incêndio que deixou pelo menos 20 mortos e 59 feridos em um horário de muito movimento no centro comercial. De acordo com o Ministério da Defesa, 2.811 mísseis russos atingiram o país nesta terça.

O Exército russo afirma ter atacado um depósito de armas ocidentais em uma fábrica de máquinas para construção, de onde o incêndio se propagou para o shopping, e que o centro comercial estava vazio. Os moradores de Kremenchuk negam a versão.

A cerca de dez minutos a pé do shopping, há uma fábrica de máquinas de construção. O local foi visitado nesta terça-feira por jornalistas da AFP, que constataram que uma das edificações estava destruída e o resto permanecia intacto, sem nenhum rastro de material militar.

Nenhuma possibilidade de sobreviver

Quatro guindastes gigantes foram mobilizados para retirar os escombros. O estacionamento foi ocupado por caminhões de bombeiros e veículos de resgate e do Exército ucraniano. As operações foram suspensas por mais de uma hora após soarem sirenes de alerta.

Antonina Chumilova observava tudo de seu salão de beleza, que teve a porta quebrada com o impacto. "Pouco antes do ataque russo, ouvi a sirene de alerta e, dez minutos depois, duas explosões com intervalo de um segundo", contou. "Em cerca de 15 minutos, estava tudo queimado", explicou.

Ivan Melekhovets disse à AFP que "não há nenhuma possibilidade de sobreviver" a um incêndio como o que ocorreu.

"O mais difícil é ver os corpos de adultos e crianças", desabafou o socorrista, que participou das buscas na segunda-feira. "Agora trabalhamos para encontrar pessoas desaparecidas, entre 50 e 60", informou.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2022 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

França registra 1º caso de transmissão de varíola dos macacos para um cachorro

Britânicos que roncam podem receber quase mil reais em auxílio

Estudante é condenada a 34 anos de prisão na Arábia Saudita por usar o Twitter

China anuncia envio de tropas para a Rússia