Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Turismo

Editoria sobre Turismo ir para editoria →

Turismo

Companhia aérea vai testar beliches na classe econômica

A “beliche” seria composta por até três cama, uma em cima da outra. A ideia é que a área reservada para as camas conte com diversas beliches.

“Queremos que as pessoas possam descansar no voo”, disse o executivo em nota oficial reproduzida pela Bloomberg. (Foto: Reprodução)

Por

Imagine voar em uma cama — sem pagar a tarifa de classe executiva por isso. Essa é a proposta da , companhia aérea da Nova Zelândia que quer testar a instalação de beliches na classe econômica de aviões comerciais.

A empresa revelou que até outubro deste ano deve realizar alguns pilotos com as beliches na rota entre Auckland e Nova York, nos Estados Unidos, voo com 16 horas de duração.

A tecnologia, chamada de Economy Skynest, vai oferecer uma cama de um metro e noventa centímetros de comprimento, com cobertor, lençol, protetores de ouvido e até mesmo uma cortina para o passageiro se isolar.

A “beliche” seria composta por até três cama, uma em cima da outra. A ideia é que a área reservada para as camas conte com diversas beliches.

Segundo Nikki Goodman, diretor de experiência do cliente da companhia aérea, detalhes devem ser definidos nos próximos meses. A intenção é que o serviço seja oferecido como um “extra” para passageiros de classe econômica. 

“Queremos que as pessoas possam descansar no voo”, disse o executivo em nota oficial reproduzida pela Bloomberg.

A companhia também espera definir a precificação da nova modalidade até outubro. A expectativa é que as camas possam ser reservadas por períodos de tempo, possibilitando que um número maior de passageiros possa aproveitar o serviço.

“Ainda há trabalho a ser feito em design e também em como vamos comercializar o produto para os passageiros”, disse um porta-voz a Bloomberg.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Fernando de Noronha lidera ranking de melhores praias do mundo

Primeiro fim de semana após reabertura anima empresários de hotéis e empreendimentos em Pipa

Polícia Civil prende três suspeitos e apreende adolescente da gangue da marcha ré em Sapé

Convention Bureau elabora protocolo de conduta para eventos na Paraíba