Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Em Minas Gerais

Polícia Federal apreende mais de R$ 500 mil em laboratório de notas falsas de R$ 200

Cédula de maior valor em circulação no Brasil foi lançada há menos de um mês pelo Banco Central.

De acordo com a Polícia Federal, o local era "um dos maiores laboratórios gráficos de contrafação de cédulas falsas de boa qualidade” do Brasil e o primeiro a falsificar a nova nota de R$ 200. (Foto: Raphael Ribeiro/Banco Central do Brasil)

Por

Menos de um mês após o lançamento oficial da nova nota de R$ 200 , realizado em 2 de setembro pelo Banco Central, a Polícia Federal (PF) descobriu um laboratório de confecção de notas falsas em Ituiutaba (MG), no Triângulo Mineiro. A produção de cédulas falsas no local foi paralisada após ação com apoio da Polícia Militar. A "Operação Triângulo das Bermudas" apreendeu mais de R$ 500 mil em notas falsas. Duas pessoas foram presas em flagrante.

De acordo com a Polícia Federal, o local era "um dos maiores laboratórios gráficos de contrafação de cédulas falsas de boa qualidade” do Brasil e o primeiro a falsificar a nova nota de R$ 200. A PF diz acreditar que os suspeitos tenham emitido mais de R$ 10 milhões em dinheiro falso, mas apenas R$ 500 mil foram apreendidos na ação desta terça-feira (29).

"Grande quantidades de aparatos para falsificação de moeda" também foram encontrados no local, segundo a PF , incluindo impressoras especiais, guilhotinas, computadores e até mesmo folhas com marcas d’àgua para simular os itens de segurança das cédulas oficiais.

Além das novas notas que tem o lobo-guará estampado, o laboratório também emitia em papel-moeda cédulas de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100. "A organização criminosa utilizava maquinário diversificado e várias técnicas gráficas para simular os itens de segurança das cédulas verdadeiras", explica nota divulgada pela PF.

Ao todo, quatro pessoas estavam envolvidas com o laboratório. Duas foram presas em flagrante nesta terça, mas as outras duas conseguiram fugir do local. Os dois que foram detidos responderão pelos crimes de falsificação de moeda e formação de quadrilha, com pena máxima de 20 anos de prisão em regime fechado, em caso de condenação. Eles foram encaminhados à Cadeia Pública de Tupaciguara, em Minas Gerais, e estão "à disposição da Justiça Federal", de acordo com a PF.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Polícia Civil incinera cerca de 300 kg de drogas avaliado em mais de R$ 500 mil em Mamanguape

Casal é assassinado dentro de casa na frente da filha de 6 anos em Queimadas; bandidos deixaram criança fugir do local

Ao tentar fugir da cena do crime, suspeito de matar jovem em Boqueirão foi atropelado pelo namorado da vítima, revela delegado

Polícia Federal cumpre sete mandados de busca e apreensão na 77ª Fase da Operação Lava Jato