Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Política

Assembleia Legislativa aprova reajuste de 25% para defensores públicos da Paraíba

A proposta agora segue para análise do Poder Executivo. Caso vire lei, o reajuste passará a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2022.

O Projeto de Lei é da Defensoria Pública do Estado e prevê o reajuste salarial a partir de 1º de janeiro de 2022, com novas remunerações que variam de R$ 12,21 mil a R$ 16,25 mil. (Foto: reprodução)

Por

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou o projeto de lei (3356/21), que prevê reajuste de 25% na renumeração dos defensores públicos estaduais. A proposta agora segue para análise do Poder Executivo. Caso vire lei, o reajuste passará a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2022.

Também foi aprovado o PL 33/2021, de autoria da Defensoria Pública, que dispõe sobre a organização órgão e institui o regime jurídico da carreira de Defensor Público do Estado. “O Poder Legislativo mais uma vez atua como interlocutor entre a Defensoria e o Governo do Estado. Todos nós estamos ganhando, o Governo, a Defensoria e nós, do Legislativo”, destacou o presidente Adriano Galdino.

“Este é um momento marcante, significativo e simbólico no processo de luta da Defensoria Pública da Paraíba. Esta votação vem consolidar um merecimento deste importante segmento, que tem a responsabilidade de fazer a advocacia pública gratuita, de dar contribuição jurídica àqueles que não têm acesso a ela”, afirmou o relator da matéria, deputado Ricardo Barbosa.

O Projeto de Lei é da Defensoria Pública do Estado e prevê o reajuste salarial a partir de 1º de janeiro de 2022, com novas remunerações que variam de R$ 12,21 mil a R$ 16,25 mil.

Na justificativa ao projeto, o defensor geral Ricardo Barros destacou que o reajuste está dentro da lei e alegou que a categoria teve perdas salariais. Junto com o projeto de lei, a Defensoria encaminhou documentação anexa constante da justificativa, impacto orçamentário e financeiro, planilhas demonstrativas, entre outros documentos, garantido que não será necessária qualquer suplementação do Governo do Estado.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Marido de Pollyanna Dutra fica de fora da disputa pela Assembleia Legislativa da Paraíba após PL não homologar candidatura

Prefeitura de João Pessoa inicia cadastro de carroceiros nesta terça-feira

PDT lança candidatura avulsa de André Ribeiro ao Senado na Paraíba

Caminhos do Frio chega a Alagoa Nova com extensa programação entre debates, oficinas e artes