Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Fraude

Justiça Eleitoral cassa mandatos de vereadores do MDB de Zabelê por abuso de poder com fraude na cota de gênero

Decisão também tornou Juciane Lopes Cabral, José Cabral Irmão e Maria Mônica Bezerra Batista inelegíveis por 8 anos.

TRE-PB. (Foto: Reprodução)

Por

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) determinou a cassação dos registros de todos os candidatos proporcionais que disputaram o pleito 2020 pelo MDB no município de Zabelê pela prática de abuso de poder com fraude na cota de gênero. A decisão foi baseada em uma ação de investigação judicial eleitoral, da relatoria do juiz Fábio Leandro de Alencar Cunha, que foi julgada parcialmente procedente.

De acordo com a ação, proposta pela direção municipal do PCdoB de Zabelê e por José João de Lima Filho, candidato ao cargo de vereador, Juciane Lopes participou como candidata a vereadora apenas de forma figurativa, tão somente com a finalidade de cumprir a exigência legal da quota mínima de 30% (trinta por cento) de cada gênero. 

Também foi alegada que Juciane obteve apenas um voto na eleição e que não há qualquer constatação de que a mesma tenha realizado campanha eleitoral, tendo votação inexpressiva. O PCdoB ainda argumentou que a candidata apenas foi escrita na disputa eleitoral em momento posterior à data prevista apenas para fins de completar a quota de gênero e que a mesma é sobrinha do também candidato a vereador José Cabral Irmão.

Com a decisão do TRE-PB, os vereadores Givani de Lima e Maria Mônica Bezerra Batista perderam os mandatos. Maria Mônica e os investigados Juciane Lopes Cabral e José Cabral Irmão ficaram inelegíveis por 8 anos. O órgão também determinou a retotalização dos quocientes eleitoral e partidário.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Frei Anastácio diz que Bolsonaro tenta abafar escândalos no governo com anúncio de mais medidas eleitoreiras

Hospital de Trauma atende oito vítimas de queimaduras por fogos de artifício em João Pessoa

É hoje! Quina de São João terá premiação recorde de R$ 200 milhões em Campina Grande

Banda Magníficos, Danny Xavier, Vinicius Mendes e Jeito Nordestino são as atrações deste sábado em Bananeiras