Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Televisão

Editoria sobre Televisão ir para editoria →

BBB

Relembre ex-participantes que se tornaram famosos após deixarem programa

Mais recentemente, o sírio Kaysar Dadour deixou o BBB 18 para atuar em "Órfãos da Terra" (Globo, 2019).

Sabrina Sato, 38, e Juliana Alves, 37, que participaram da terceira edição, e Grazi Massafera, 37, da quinta, saíram do anonimato e construíram uma longa trajetória e carreira na televisão brasileira. (Foto: Divulgação)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar de nem todos terem saído campeões do Big Brother Brasil, alguns ex-participantes do reality conseguiram manter a atenção dos holofotes durante anos após a participação no programa, que agora está na sua 20º edição.

Tradicionalmente formado por um elenco de anônimos, todos que entravam na casa do BBB (até este ano), eram completos desconhecidos para os telespectadores. Sabrina Sato, 38, e Juliana Alves, 37, que participaram da terceira edição, e Grazi Massafera, 37, da quinta, saíram do anonimato e construíram uma longa trajetória e carreira na televisão brasileira. Mais recentemente, o sírio Kaysar Dadour deixou o BBB 18 para atuar em "Órfãos da Terra" (Globo, 2019).

As duas, que podem serem consideradas as participantes "mais famosas após o BBB", hoje são reconhecidas pelo Brasil inteiro por seus trabalhos na televisão. Jean Wyllys, vencedor da mesma edição de Massafera, também se tornou uma figura pública bastante comentada, mas por outro motivo.

Wyllys deixou o entretenimento de lado e foi para a política. Filiado ao PSOL, o ex-brother foi deputado federal pelo Rio de Janeiro (2011-2018) e se envolveu em polêmicas com partidos considerados de direita -como principal exemplo do atual presidente Jair Bolsonaro.

Com a crescente das redes sociais, muito ex-BBBs só conseguiram manter a popularidade por conta da internet. Adriana Sant'Anna, Rodrigão (BBB 11) e Mayra Cardi (BBB 7) viram as redes como um meio de fazer ainda mais dinheiro.

Ambos considerados influenciadores digitais, possuem pelo menos mais de 2 milhões de seguidores no Instagram e canais ativos no YouTube, sem contar os investimentos empresariais que são vistos como uma jogada certa para esses.

O casal Adriana Sant'Anna e Rodrigão decidiram apostar em palestras de autoajuda. "Nunca Foi Sorte", best-seller escrito pela profissional de odontologia, fez sucesso entre os seus seguidores. Rodrigão, por sua vez, após tentar carreira como músico, se tornou coach de finanças. Os dois participaram de eventos por todo Brasil. Eles têm dois filhos, Rodrigo, 4, e Linda, 2.

Já no caso de Cardi, a ex-participante do BBB usou a sua influência do mundo fitness para investir no seu próprio negócio. Casada com o ator e cantor Arthur Aguiar, ela é dona da empresa "Seca Você", que tem como clientes Anitta, Lexa, Thaeme, entre outras artistas. Fora isso, a influenciadora também é analista comportamental.

O jornalismo de entretenimento também foi a escolha de muitos ex-BBBs. Iris Stefanelli (BBB 7), Fernanda Keulla (BBB 13),  Vivian Amorim (BBB 17) e Ana Clara Lima (BBB 18), que o digam. Todas arriscaram na carreira de repórteres e foram bem-sucedidas. 

NOVA CARA DO 'BBB'

Até então conhecido por se diferenciar de outros realities brasileiros como A Fazenda (Record), a Globo decidiu inovar para esta 20º edição do Big Brother Brasil e deixar o anonimato de lado. Agora dividida em dois times, Pipoca (anônimos) e Camarote (influenciadores digitais e famosos), o BBB apostou em uma nova estratégia, que tem elevado a audiência do programa. 

Em edições internacionais do reality, como o do Reino Unido e da Argentina, a presença de celebridades não é uma novidade como é aqui. Segundo pesquisa do G1, o país que mais se empenhou na franquia com famosos foi o Reino Unido (com 22 edições de 2001 a 2018). 

Apesar de ser considerado um diferencial "ser famoso", a resposta nos realities não foi extremamente positiva. Ainda de acordo com a pesquisa feita pelo site, os artistas venceram apenas 32% das edições com celebridades no mundo.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Ator Sebastian Athié, do Disney Channel, morre aos 24 anos

Vaquinha para família de Nick Cordero chega a R$ 4,3 milhões após morte do ator

"Sinto que fiz tudo que podia", diz Sari Corte Real em entrevista ao Fantástico

Sérgio Hondjakoff diz que se arrepende de ter pedido para deixar 'Malhação'