Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Documento

Ministério Público recomenda que promotores de toda a Paraíba fiscalizem a vacinação contra a covid-19 e coibam a prática de furar fila

A recomendação pede que os promotores tomem providências para que seja apurado e coibido o descumprimento da ordem de prioridade da vacinação contra a covid-19.

Ministério Público fez recomendação a todos os promotores com atribuição em defesa da saúde (Foto: Walla Santos/ClickPB)

Por

O procurador-geral de Justiça e o corregedor geral do Ministério Público da Paraíba expediram recomendação conjunta a todos os promotores de Justiça da Paraíba com atribuição na defesa da saúde, para que façam cumprir o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 e a ordem de prioridade de vacinação.

A recomendação pede que os promotores tomem providências para que seja apurado e coibido o descumprimento da ordem de prioridade da vacinação contra a covid-19, adotando as medidas cíveis, criminais e administrativas cabíveis. 

Também deve ser exigido dos gestores locais transparência na execução da vacina nos respectivos municípios. Além disso, os conselhos municipais de saúde devem ser acionados, para que exerçam, no âmbito de suas atribuições, o controle social que lhes foi atribuído pela Lei 8.142/90.

A Paraíba deve vacinar 54.689 pessoas nessa primeira fase da vacinação. Receberão as vacinas 34% do previsto dos trabalhadores da saúde (42.925), indígenas aldeados (10.432), pessoas idosas em instituições (1212) e pessoas com deficiência institucionalizadas (120). Cada um tomará duas doses da vacina, sendo a primeira agora e a segunda depois de 28 dias.

No caso dos profissionais de saúde, como a vacina não é suficiente para todos, estão sendo priorizados os profissionais que atuam na linha de frente no combate à covid-19. Desde que a vacinação foi iniciada na última terça-feira (19), porém, já surgiram diversas denúncias de que a ordem de vacinação estaria sendo desrespeitada em alguns municípios.

LEIA TAMBÉM:

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Operação 'Previna-se' multa quatro agências bancárias após flagrantes de aglomerações na Paraíba

Novas variantes do coronavírus têm maiores ‘poderes de propagação’ e cuidados preventivos devem ser mantidos, diz secretário na Paraíba

João Pessoa fica entre assuntos mais comentados do Twitter e memes sobre fortes chuvas na capital da Paraíba invadem redes sociais

Quase 54 mil vacinas contra Covid-19 são entregues aos municípios paraibanos; confira quantas doses recebidas