UFC

Depois de superar grave infecção, Cigano mira vitória sobre Blaydes: ‘Eu chegarei ao topo novamente’

Recuperado, o ex-campeão peso-pesado está pronto para voltar e recuperar o tempo perdido. Neste sábado (25), Cigano enfrenta Curtis Blaydes na luta principal do UFC Raleigh.

Por

Atual quarto colocado no ranking peso-pesado do Ultimate, Junior Cigano vinha de três vitórias consecutivas, mas passou por dificuldades no segundo semestre de 2019. Após a dura derrota por nocaute para Francis Ngannou, em junho, o brasileiro chegou a ter luta marcada contra Alexander Volkov para o UFC Moscou, em novembro, mas precisou ser retirado do card após sofrer uma séria infecção bacteriana.

Recuperado, o ex-campeão peso-pesado está pronto para voltar e recuperar o tempo perdido. Neste sábado (25), Cigano enfrenta Curtis Blaydes na luta principal do UFC Raleigh e sabe que precisará de uma nova sequência de triunfos caso queira, mais uma vez, ter a chance de disputar o título da divisão até 120kg. Em entrevista ao site MMA Junkie, o brasileiro mostrou entusiasmo para reviver seus melhores dias na organização.

“Às vezes, você sabe, não é o seu dia – as coisas não acontecem do jeito que você quer. Você vai chorar por isso? Vamos lá. Continue seguindo em frente, é o que estou fazendo. Eu acredito em mim. É por isso que estou aqui. Eu realmente acredito que mereço o topo desta divisão, e vou conseguir. Cheguei lá uma vez, chegarei lá novamente”, projetou o brasileiro, hoje aos 35 anos e um cartel de 21 vitórias e seis reveses.

A derrota por nocaute em pouco mais de um minuto para Francis Ngannou ainda não foi totalmente digerida por Junior Cigano. Na ocasião, vindo de três vitórias, um novo triunfo poderia representar a chance da disputa de título ou, ao menos, colocá-lo com um dos lutadores mais cotados ao title shot. Ao relembrar o confronto, o ex-campeão deixou claro que pretende enfrentar Ngannou mais uma vez.

“Eu vinha de duas, três grandes vitórias e deveria lutar pelo título novamente, e então consegui enfrentar alguém que estava vindo de um bom momento também, com muito poder. Francis Ngannou tem muito poder. Ele conseguiu a vitória naquela noite – ele foi melhor do que eu naquela noite. Mas estou aqui para voltar a vencer e ter essa revanche, provar que sou melhor do que ele e posso ser campeão”, concluiu.

CARD COMPLETO:            

UFC Fight Night 166
Raleigh, na Carolina do Norte (EUA)
Sábado, 25 de janeiro de 2020

Card principal                
Peso-pesado: Curtis Blaydes x Junior Cigano
Peso-meio-médio: Rafael dos Anjos x Michael Chiesa
Peso-mosca: Jordan Espinosa x Alex Perez
Peso-palha: Hannah Cifers x Angela Hill
Peso-meio-pesado: Jamahal Hill x Darko Stosic

Card preliminar               
Peso-médio: Bevon Lewis x Dequan Townsend
Peso-pena: Arnold Allen x Nik Lentz
Peso-mosca: Justine Kish x Lucie Pudilova
Peso-galo: Montel Jackson x Felipe Cabocão
Peso-galo: Sara McMann x Lina Lansberg
Peso-galo: Brett Johns x Tony Gravely
Peso-pena: Herbert Burns x Nate Landwehr


Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Conor McGregor critica decisão de Khabib Nurmagomedov de sair de luta do UFC 249: "Parabéns Tony"

Khabib desabafa e descarta luta contra Ferguson no UFC 249: "Coloquem-se no meu lugar"

Lesionada, Valentina Schevchenko está fora do card do UFC 251 em junho

Khabib revela não ter saído da Rússia e UFC 249 deve prosseguir sem a sua presença