UFC

Derrotado no UFC Brasília, Demian Maia mira Sanchez ou Cerrone para última luta da carreira

No confronto do último sábado, Demain foi golpeado com um gancho e sofreu o knockdown no primeiro round.

Por

Um dos maiores representantes da arte suave dentro do Ultimate, Demain Maia já enxerga o fim da sua carreira no MMA. O lutador de 42 anos, após ser nocauteado por Gilbert Durinho no UFC Brasília, no último sábado (14), revelou que fará mais uma luta e – possivelmente – irá encerrar sua trajetória dentro do esporte. O faixa-preta de Jiu-Jitsu ainda disse que gostaria de enfrentar Diego Sanchez ou Donald Cerrone.

“Quero fazer mais uma luta e depois provavelmente me aposento. […] Há dois caras – um é o Diego Sanchez, porque ele está pedindo essa luta há muito tempo, então eu quero lutar com ele na minha última luta. O outro é o (Donald) Cerrone, também seria interessante porque ele tem uma vitória a mais (no Ultimate) do que eu”, disse o experiente lutador – no UFC desde 2007 – em coletiva de imprensa após a edição Brasília.

No confronto do último sábado, Demain foi golpeado com um gancho e sofreu o knockdown no primeiro round. Ele ainda seguiu na luta e fez com que Gilbert Durinho aplicasse mais alguns golpes até que o árbitro Osíris Maia interrompesse o duelo. Na coletiva o paulista afirmou que estava se “sentindo bem” no combate e discordou da interrupção do árbitro, entretanto, evitou entrar em uma polêmica maior.

“O árbitro disse que achava que eu estava fora, e tudo bem. Esse é o esporte. Eu estava me sentindo bem. Infelizmente, o árbitro parou. Eu pensei que poderia ir um pouco mais, mas é isso. Sinto que ia vencer. Eu consegui minhas boas posições, eu estava de costas, ele se saiu bem. Ele (Durinho) é um ótimo lutador de Jiu-Jitsu. Mas ele me pegou com o gancho e isso acontece nesse esporte com luvas pequenas”, concluiu.


Fonte: tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Infectados com Covid-19, atleta do MMA, Erick Silva e família se recuperam bem da doença: "Mais tranquilo"

Em quarentena, Cowboy valoriza bolsa do UFC após salvar emprego com vitória: "Ajudando muito"

Conor McGregor critica decisão de Khabib Nurmagomedov de sair de luta do UFC 249: "Parabéns Tony"

Khabib desabafa e descarta luta contra Ferguson no UFC 249: "Coloquem-se no meu lugar"